Publicado em Deixe um comentário

5 dicas para ter inteligência emocional

A inteligência emocional é a capacidade de entendermos e avaliarmos os nossos próprios sentimentos para que, assim, consigamos agir com mais sabedoria e maturidade. A partir disso, podemos melhorar nossa comunicação, guiar nossas tomadas de decisão de forma mais assertiva e impactar positivamente em como nos comportamos perante a nós mesmos e ao outro.

Essa é, então, uma competência que nos assegura relacionamentos mais saudáveis, tanto pessoais como profissionais. Utilizando a gestão emocional, experiências negativas são resignificadas e tendemos a ter resultados melhores do que tomando decisões e atitudes impulsivas. Portanto, segue uma lista com cinco dicas para você aprimorar ou até desenvolver sua inteligência emocional:

Compartimentalize. Ou seja, separe suas emoções, seus pensamentos. Se organize e coloque em gavetas ou arquivos mentais cada sentimento e reflexão sobre cada assunto. Entenda seus limites e emoções, tenha consciência do que cada acontecimento gera no seu corpo. Não permita que um acontecimento afete ou interfira no outro.

Se ouvir e se entender facilita quando você precisa lidar com assuntos e questões cotidianas. O reconhecimento de onde vêm as emoções e o que elas trazem como informação também ajuda a compartimentalizar fatores estressantes para não deixá-los interferir em nenhuma outra parte da sua vida.

Relaxe. Existem diversas técnicas de respiração, relaxamento e meditação, mas no geral, quando alguma emoção te induz a agir de forma precipitada, não faça nada antes de controlar seu pensamento.

Respire fundo, inale e exale o ar vagarosamente até que você se acalme. Isso irá te ajudar a contornar emoções como ansiedade, preocupações, frustrações e raiva. Tire um tempo para você, dê uma pausa para caminhada, beber uma água, ouvir uma música relaxante. Aplique técnicas que ampliem seu senso de presença e gestão de emoções no aqui e agora. 

Outra coisa que pode ajudar é conversar com alguém de confiança em busca de orientação, é criada uma sensação de amparo onde as pessoas podem se ajudar quando as emoções entram em cena.

Tenha clareza dos pensamentos. É sempre bom criar consciência do que se passa dentro de si e estimular a auto análise para entender o que se passa nos próprios pensamentos e como o sentimento diante de determinada situação tende a afetar suas ações.

Não tome atitudes precipitadas. É fácil responder de maneira inadequada quando se sente raiva, mas provavelmente, você irá se arrepender disso depois. Portanto, nunca deixe que a raiva, a tristeza, ou qualquer outro sentimento bloqueie seus pensamentos. 

Para contornar ações impulsivas, é interessante estimular técnicas de autocontrole e percepção. Você pode, por exemplo, escrever o que está sentindo antes de agir (ou o que quer dizer para uma determinada pessoa) e ler em outro momento, quando estiver mais calmo. Assim, é possível observar as ideias com maior clareza para tomar melhores decisões.

Respeite e seja responsável. É importante tratar as pessoas da mesma maneira que você gostaria de ser tratado. Essa é a máxima do respeito e da empatia. Além disso, é preciso ter consciência de que é necessário se responsabilizar pela tomada de ações inadequadas em determinados momentos para, assim, lidar com elas. É possível sermos firmes e assertivos sem sermos, necessariamente, agressivos e gerarmos problemas maiores.

Caso você tenha sido agressivo ou grosseiro em algum momento, tome responsabilidade pela forma como agiu e peça desculpas pelo ocorrido. Afinal de contas, algumas vezes nossas emoções se sobressaem. E o melhor, nessas ocasiões, é ser humilde e dizer um simples “me desculpe, eu agi de forma impulsiva”.

O mais importante é você estar aberto e disposto a mudanças. Dedique-se a agir de forma diferente e permita que novos comportamentos sejam implementados na sua rotina. Não tenha medo de encarar suas dores de frente. Você conseguirá, num futuro próximo, ter mais auto controle e conhecimento sobre si mesmo.

Escrito por: Equipe Arcanjoterapia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *