Ultimamente tem sido cada vez mais fácil ver pessoas cansadas, esgotadas e armadas de ódio, de medo, de raiva, de inveja e de frustrações. Ansiosas para descontar suas dores nos outros. Preocupadas com o que o outro anda fazendo. E que se esqueceram de cuidar de si, de seu próprio propósito de vida, de cultivar uma vida plena e serena. Em outras palavras, de combater seu derrotismo.

Pessoas emocional, racional e espiritualmente doentes. Derrotadas pelas suas próprias escolhas. Escolhas que corroem seu bem-estar e paz interior.

Em nossa sociedade paira o medo de expressar a própria individualidade. As pessoas vivem se comparando umas com as outras, de forma que acabam deixando de desenvolver sua própria arte de viver.

Autoconhecimento

Estamos em um período onde necessitamos nos reconectar com a nossa própria essência, com nossa razão de viver, com a nossa arte, com a nossa verdade. É esse reconhecimento do individual que fará a diferença.

Essa reconexão com a nossa essência nos motiva a enxergar que a vida precisa ser vivida conforme o que dita nossa alma. E não conforme regras impostas pela sociedade de como moldar a forma de ser ou parecer aos seus padrões rígidos.

As pessoas se sentem cada vez mais fracas e derrotadas por esses objetivos cada vez mais inalcançáveis que são impostos. Por isso acreditam que ao copiarem a forma do outro agir, ser e realizar, conseguirão absorver para si as mesmas capacidades, feitos e glórias. 

O “problema” é que cada pessoa é uma pessoa, um ser único, dotado de suas histórias, dores e virtudes.

Essas pessoas que ainda não se encontraram e negam essa triste realidade em razão de seu ego e orgulho. Querem se encontrar, se entender e aprender. Mas não dão o braço a torcer.

É nítido que ainda existem pessoas que estão perdidas em seus propósitos, pois ainda não entenderam como realizá-lo. 

Aceitar ou não a ajuda dependerá de cada um. Portanto, aventurar-se num caminho de autodescobrimento não é um gesto de fraqueza, mas sim um gesto de grande sabedoria e coragem.

Quão corajosos vocês se permitem ser? Quão dispostos estão em se permitirem aprender a ser integralmente você?

Portanto para você vencer é preciso aprender a se alinhar ao seu propósito e a sua verdade, é necessário desarmar-se. Esse é o único caminho. Abdique da dor, do controle e do orgulho. Abdique do ego e abra-se a aprender e a ouvir.

Desperte

Ouça a voz do Universo, que fala constantemente com vocês e através de outras pessoas. Saber reconhecer sua força e suas dores é um sinal de amadurecimento pessoal.

Então, coloque-se no controle da sua vida, pare de aceitar que você ou os outros diminua a grandeza do seu ser. Seja forte, encare a vida de mente e coração abertos. Apodere-se das suas forças e conquiste o mundo.

Saiba que existem pessoas trilhando o mesmo caminho que você e nós da Arcanjoterapia estamos dispostos a ajudá-lo a combater o derrotismo e conquistar a plenitude de ser quem você é.

Escrito por: Equipe Arcanjoterapia

Você também pode gostar: