A palavra mandala significa círculo em sânscrito e é considerada como um símbolo de cura e espiritualidade. As mandalas mais conhecidas são as dos Monges Tibetanos, feitas em areia e requerem um longo tempo de preparação.

No Cristianismo, embora não seja usado para fins de cura, as mandalas estão presentes nas rosetas das catedrais góticas.

Entre os Xamãs nativos americanos havia a compreensão de que as mandalas têm o poder de proteger, como no caso dos “filtros dos sonhos“.

Na psicologia e na pedagogia são utilizadas como ferramentas de expressão da Visão de Universo, no qual o centro da mandala representa o Eu Interior e as bordas representam o Coletivo.

A disposição de cores, figuras geométricas e outros elementos em formato de círculo é capaz de criar um ponto de canalização e concentração energética que naturalmente já proporcionam benefícios.

Na Arcanjoterapia utilizamos as Mandalas para canalizar e concentrar as Vibrações Angelicais, focando restabelecer rapidamente o equilíbrio energético, atuando sobre a aura, os chakras, os ambientes e também sobre questões pontuais que forem citadas pelo consulente, com o intuito de transmutar energias, fortalecer e harmonizar a tudo e a todos.

Esse atendimento pode ser online ou presencial, com duração de 15 minutos e seus efeitos energéticos poderão ser sentidos durante as próximas 24 horas; é recomendado para casos mais simples, que não necessitem de um diagnóstico aprofundado.

Quem somos

O que fazemos?

Consultas com Arcanjoterapeutas

Meditações Conectivas

Vivências com Propósito

Terapia, Anjos e Arcanjos?