Buscamos oferecer com esse texto uma visão espiritual e reflexão sobre o coronavírus porque a pandemia ainda não acabou. Sempre devemos zelar pelo bem-estar do ser humano e do planeta. E precisamos entender quais são os ensinamentos que a espiritualidade propôs para não passarmos novamente por essa situação.

O coronavírus é um aviso, um lembrete e uma mensagem, assim como as informações contidas numa fita de RNA que compõem nossas células. Vírus é um código, uma informação que invade nosso corpo e altera o funcionamento dele.

Estamos atravessando essa fase sensível e desafiadora, que transformou a maneira como vivemos e a relação que temos com a solidariedade, fraternidade e sororidade. Esse vírus veio nos ensinar a importância do convívio, do trato com as pessoas. A importância do toque, do sorriso e do olhar. 

Mas também mostrar que devemos, sobre todas as coisas, manter a calma, a esperança, o bom senso, atenção à veracidade das notícias e a forma como nos comunicamos.

A visão espiritual sobre tudo isso

Segundo os Mestres Arcangelistas, o coronavírus é um dos muitos vírus que atingem os organismos humanos e somente causa efeitos prejudiciais em pessoas que estejam com o sistema imunológico fragilizado ou debilitado. O sistema imunológico nada mais é que a nossa defesa do mundo, a forma como lidamos com as informações externas. Portanto quem está com essa função desequilibrada, pode ser um alvo dessa contaminação em massa.

A doença em si pode se manifestar de muitas formas e intensidades diferentes, assim como nossas dores, traumas e intolerâncias. Gerando no corpo físico as condições propícias para que a pessoa sinta o que está errado e, nesse caso específico, o que está fazendo com a sua comunicação e amor para com o próximo.

Alguns dos sintomas mais característicos do vírus é a perda do paladar e do olfato. O desatino dos sentidos, sejam eles físicos ou de juízo, está tomando conta das nossas mentes. A mudança das nossas percepções sobre as coisas é tão necessária que até os alimentos mudam de gosto. O que você gostava hoje já não faz mais sentido e nem dá o mesmo prazer.

Estamos perdendo a noção do convívio com o próximo. Utilizando a tecnologia como muleta e escudo para apoiar práticas que nos distanciam da honra, da palavra verdadeira, do cuidado e carinho com o outro. Esse vírus é transmitido por gotículas de saliva que saem da boca, para mostrar de maneira materializada que a informação que compartilham é perigosa sim.

O que isso significa?

O isolamento social, como prevenção, é a maneira de impedir que o vírus seja disseminado. Esse processo de isolamento está forçando as pessoas a se interiorizarem. Olharem para si, para seus medos, dores e fobias, que são a verdadeira origem do comportamento de espalhar mentiras e a verdadeira origem dessa pandemia.

Quando uma pessoa não suporta a si mesma, ela não suporta a humanidade e, inconscientemente, procura destruí-la. Ao invés de se unirem para transmitir o conhecimento verdadeiro sobre as descobertas, preferem acreditar que “a humanidade não tem jeito mesmo!”.

Portanto não podemos nos vitimizar, precisamos entender que nossos atos têm consequências. Seja consciente da sua verdade, busque melhorar sua comunicação com os outros. Cuide do seu corpo, da sua mente e da sua alma. Conte com um Arcanjoterapeuta nesse processo para enfim materializarmos a cura dessa pandemia.

Escrito por: Equipe Arcanjoterapia

Você também pode gostar: