Campo magnético é um efeito que ocorre devido a movimentação de cargas elétricas. Em outras palavras, é como uma região do espaço onde as cargas elétricas em movimento criam um fluxo, gerando uma força capaz de mudar a trajetória de outras cargas elétricas.

Vale ressaltar que esse tipo de campo pode ser produzido natural ou artificialmente, como imãs feitos com fios, espirais e bobinas condutoras.

Exemplos de Campos Magnéticos

Os imãs tem a propriedade de atrair objetos. De acordo com estudos, esse fato foi observado pela primeira vez com um minério de ferro em uma região da Grécia antiga chamada Magnésia. O minério recebeu o nome de magnetita, e o ramo da Física que estuda os fenômenos relacionados à interação de corpos magnetizados é o Magnetismo.

Foi também observado que um ímã se orienta aproximadamente na direção norte-sul geográfica. E esse é um outro grande exemplo de campos magnéticos, já que a Terra se comporta como um enorme ímã.

A presença de carga elétrica no núcleo terrestre e sua rotação originam um campo magnético. Esse campo abrange todo o planeta e protege a atmosfera, e impede que partículas viajantes no universo atinjam a Terra. 

No século 18, o médico vienense Franz Mesmer (1734-1815) lançou a teoria de que todos os seres vivos seriam constituídos por um fluido magnético. O que permitia que fossem influenciados por campos magnéticos. 

O que Mesmer não poderia saber, em sua época, é que de fato os seres vivos também são capazes de gerar campos magnéticos. Embora muito fracos, esses campos podem ser detectados por equipamentos sofisticados.

Biomagnetismo

Estudos sobre o biomagnetismo revelam que a detecção e a análise dos campos internos podem facilitar o diagnóstico de doenças, auxiliar cirurgias, entre outras aplicações.

Os campos magnéticos biológicos têm origem nas correntes elétricas das trilhões de moléculas que formam o corpo humano que são, na verdade, grandes conjuntos de ímãs. As moléculas giram em torno do núcleo celular, e os elétrons criam minúsculos campos magnéticos que dão estabilidade e equilíbrio às moléculas. Nas células nervosas, a corrente elétrica é responsável pela propagação de pulsos elétricos que viajam pelo nosso corpo. 

Ninguém é de ferro, diz o ditado, mas no fundo todo mundo tem um pouco de magnetismo. E podemos usar essa função elemental para atrair coisas que desejamos e repelir o que não nos pertence mais.

Na Arcanjoterapia utilizamos essas funções para auxiliar o bom fluir da vida, equilibrando corpo, mente e alma. 

Você também pode gostar: