Quando buscamos conhecer o exoterismo, normalmente nos deparamos com o estudo dos elementos. Hoje daremos um enfoque especial para o elemento água.

A Água é um elemento maleável e flexível que representa nossas emoções, intuição, rege nosso subconsciente e fantasias. Pessoas que estão em contato energético com esse elemento tendem a serem e ficarem mais sensíveis e percebem as vibrações e humores que estão a sua volta. A própria palavra “humor” deriva do latim “humore”, que significa líquido – em especial os fluidos corporais, como o sangue, bílis, linfa, saliva e outros.

A força desse elemento também pode fazer as pessoas serem mais pacientes, compassivas, empáticas, secretas, imaginativas, sonhadoras, com uma maior inclinação artística, intuitivas, emotivas e sensíveis.

A água se infiltra em qualquer brecha e proporciona a nutrição das substâncias. É considerado um elemento frio e úmido. Pode ser calma e pacífica ou agitada e destruidora. As características básicas do elemento são umidificar, hidratar, purificar, refrescar, tonificar, limpar, acalmar, proteger e diluir. É a fonte da vida.

Cuidado para não se afogar!

Assim como nossos sentimentos, as marés estão sempre mudando, nosso temperamento pode ser uma montanha russa. A consciência desliza sobre a superfície da água, enquanto o subconsciente se aprofunda e mergulha dentro de um vasto oceano de possibilidades, com áreas profundas, desconhecidas e escuras. Por isso, é bastante complexo compreender totalmente todas as suas nuances, já que lógica e emoção não são proporcionais.

Por serem maleáveis, as emoções podem passar a impressão de estarem sempre transbordando, à flor da pele. Embora possamos agir de forma impulsiva, nos afogando em nossos próprios sentimentos, precisamos buscar estar em sintonia com a nossa existência.

Se faltar água, hidrate-se

Para recuperar a energia da Água, precisamos nos reconectar com nosso íntimo, trabalhando os sentimentos que estão trancados e extravasar as emoções. Na cabeça, o raciocínio deve descansar um pouco e dar lugar às emoções. Deixá-las fluírem livremente pela correnteza é essencial para recuperar sua sensibilidade e intuição.

Quando há excesso do elemento Água, podemos ficar sentimentalistas demais, experimentando um turbilhão de emoções mais difíceis de lidar e serem controladas. Ou então, passa a sentir muito as dores alheias. 

A água representa também o “embaixo do tapete”, as fugas e escapismos. Podemos comparar o lado desarmônico do elemento Água com as chuvas torrenciais, os tsunamis, os mares agitados e as enchentes poderosas. São as emoções exacerbadas que têm o potencial de prejudicar as pessoas. 

Represar a água sem renová-la pode significar insegurança, apego, mágoa e causar depressão. É preciso renovar a sua água, fazê-la circular, expor os sentimentos e evitar conter emoções ou angústias.

A água também age como um espelho, que reflete a luz e ao mesmo tempo exibe em seu mundo próprio uma enormidade de perspectivas, reflexos, segredos e ilusões. 

Busque olhar e mergulhar no seu oceano interno. As más águas não precisam ficar guardadas dentro de você. Dê vazão a esses sentimentos, renove-se e permaneça de alma limpa! Conte com um Arcanjoterapeuta nesse processo de renovação e limpeza.

Você também pode gostar: