Quando falamos das coisas naturais, sempre observamos dualidades. Em cima e embaixo, feminino e masculino, direita e esquerda, claro e escuro e etc. E os seres humanos não são diferentes disso, temos diversos tipos de dualidades que habita em cada um de nós.

Podemos falar de energia de yin e yang, ânima e animus, Vênus e Marte… O balanço dessa dualidade das coisas onde um concebe e o outro realiza é essencial para o equilíbrio da vida. Por se tratar de forças e capacidades que já nascem em nós, precisamos permitir que isso floresça de dentro para fora.

A energia masculina é o agir, ação real para fora. A materialização das ideias. A frequência onde manifestamos nossa força e poder pessoal.  Energia que realiza, conclui e segue em uma direção. Impulsiona a ação ao mesmo tempo que separa, disciplina e organiza a realidade.

Enquanto uma coloca em prática  e externaliza, a outra trabalha os sonhos, as emoções e tudo o que há de profundo em nosso ser.

O Feminino

Portanto, a força feminina é delicada e astuta, reflexiva e passiva. Essa energia é simbolizada pela concepção, geração e nutrição. Além da maternidade, podemos enxergar essa energia em qualquer âmbito de nossas vidas ao trazer o desejo primordial, é o que te vincula a algo maior.

É sinônimo de prosperidade e tudo aquilo que gera e inspira. Essa energia é de alimentação e motivação, permite idealizar com tranquilidade, leveza e fluidez. É a conexão entre nossa alma e nossa missão. 

Podemos fazer uma analogia a essas polaridades pensando também em nossos lados do cérebro. O direito é dito como intuitivo, criativo, sensível e artístico. Já o esquerdo é analítico, racional, lógico e matemático.

A presença dessas duas essências no ser humano permite sermos criativos e abundantes e aplicar, materializar a prosperidade. Trazer o equilíbrio dessas energias proporciona sustentação e nutrição para geração de renda e lucros. 

Sagrado Feminino

Quando tratamos sobre o Sagrado Feminino, tratamos de toda essa energia geradora, inspiradora e nutritiva, como uma grande mãe.

Em um nível mais profundo, esse feminino divino representa certos valores que os seres humanos há muito acalentam. O culto ao Sagrado Feminino tornou-se um movimento de despertar, curar, conectar o e empoderar essa energia feminina que tanto foi podada ao longo dos anos. 

Os adjetivos que se aplicam ao feminino pessoal são amor, afeto, perdão, compaixão, permissão, nutrição e criatividade. Esses atos precisam estar presentes na vida de todos, seja você homem ou mulher. Portanto, busque aflorar e permitir que a energia feminina flua de forma contínua e livre em sua vida.

Você também pode gostar: